Pessoas com diabetes que adoram moda podem ou não colocar piercing?

Pessoas com diabetes que adoram moda podem ou não colocar piercing?

Uma das formas de ficar na moda hoje em dia é colocando um piercing, não é mesmo? Mas, e no caso das pessoas que possuem diabetes? Será que elas podem colocar esse acessório ou é melhor não para evitar futuras complicações? Tendo em vista que o processo de cicatrização dos diabéticos é muito mais lento, é realmente ter bastante cuidado antes de tomar uma decisão como essa.

É claro que o fato de ter diabetes não significa que você não pode colocar um piercing, certo? Entretanto, é fundamental consultar o seu médico e ver qual a opinião dele a respeito desse assunto. Por mais que o diabetes não tenha cura, estar com ele controlado é um dos primeiros passos para que o médico te libere para fazer o procedimento.

A razão pela qual o bom controle do diabetes é essencial é porque o controle deficiente da doença pode aumentar significativamente o tempo de cura e aumentar o risco de desenvolver uma infecção.

Além disso, outra questão importante é qual área do corpo furar e qual é melhor evitar. No entanto, tudo isso será possível ver ao longo deste conteúdo. Sendo assim, mesmo que você ache que um piercing é o que está faltando para completar o seu estilo, tome muito cuidado para não ter complicações com o diabetes.

Áreas para evitar

Como alguém com diabetes, você deve evitar colocar piercings em áreas com má circulação, como:

  • Tornozelos;
  • Canela;
  • Nádegas;
  • Ou as suas áreas favorecidas para injeção de insulina / injeções.

Você também deve escolher um local que seja licenciado ou credenciado para realizar o trabalho e informá-los sobre sua condição, para que eles possam adaptar o procedimento de acordo com as suas necessidades.

Riscos do piercing para quem tem diabetes

Infecção: a parte perfurada do seu corpo pode ser infectada se o local não estiver limpo e você não conseguir manter uma boa higiene.

Agulhas: se a agulha usada para furar sua pele não tiver sido esterilizada, você pode estar em risco de contrair HIV, infecções por hepatite ou outros vírus transmitidos pelo sangue.

Glicemia alta: se os seus níveis de açúcar no sangue estiverem mais altos do que deveriam, seu piercing pode levar mais tempo para cicatrizar, o que, por sua vez, pode colocá-lo em risco de desenvolver uma infecção.

Sangramento: o procedimento pode causar sangramento excessivo, especialmente em áreas do corpo com muitos vasos sanguíneos, como a língua.

Cicatrizes: você pode ter cicatrizes após o seu piercing, ou pode levar à formação de um quelóide (um tipo de cicatriz superdimensionada), tudo por conta da má cicatrização causada pela doença.

Dicas pós piercing

Após colocar o piercing, é importante verificar regularmente os seus níveis de açúcar no sangue (pelo menos uma vez por dia) e / ou manter o seu esquema habitual de insulina. Além disso, mantenha também a área perfurada da pele limpa e coberta até que se cure.

Sendo assim, ter o máximo de cuidado e consultar um médico são procedimentos essenciais para diabéticos que querem aumentar seu estilo colocando um piercing.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *