Pular para o conteúdo

Naquele momento que as dívidas vão aumentando e você se vê sem opções para conseguir dinheiro, bate um desespero. Então, surge a possibilidade de solicitar um empréstimo. Porém, com tantas opções disponíveis no mercado, começam a surgir dúvidas e questionamentos.

Solicitar um empréstimo corretamente é a melhor forma de você se desafogar das dívidas, ou arrumar um investimento, ou comprar algo que tanto deseja. Mas, como qualquer outro serviço que você for contratar, nós sugerimos que você faça uma simulação. Afinal, com tantas empresas oferecendo algo, sempre tem aquelas que cobram absurdamente mais caras e aquelas que cobram muito mais baratas, mas que não vale a pena pelo serviço oferecido. Então, você precisa comparar para saber se está escolhendo a opção correta.

Como funciona o simulador de empréstimos?

A forma mais fácil de você utilizar o simulador de empréstimos é pela internet. Fazer uma simulação é muito rápido e simples, você só precisa acessar o site de uma instituição financeira, preencher as informações solicitadas e pronto, você já conseguirá visualizar os empréstimos disponíveis para você. E o melhor, o simulador de empréstimos é gratuito.

Quais informações preciso fornecer no Simulador de empréstimos?

Na maioria dos sites as informações que você precisa inserir são as mesmas e não é nada complicado. Geralmente você precisa digitar o valor que deseja emprestar, o número de parcelas que pretende pagar, qual modalidade de empréstimo gostaria de solicitar, seu nome, seu cpf, seu e-mail, seu telefone e em alguns casos seu endereço.

4 locais que você pode utilizar o simulador de empréstimos

Na internet estão disponíveis vários locais para você utilizar o simulador de empréstimos, separamos para você os 4 mais confiáveis:

  • Sites de financeiras;
  • Sites de bancos;
  • Aplicativos para smartphones;
  • Blogs de empréstimos;

Viu só como é simples de utilizar o simulador de empréstimos? Seguindo nossas dicas, você conseguirá solicitar o empréstimo que mais se encaixa nas suas necessidades e em seu orçamento.

Quando orçamento aperta, e as contas não fecham, é normal que muitas pessoas recorram a um empréstimo.

Mas, para que uma solução não se torne um problema maior ainda, é preciso tomar alguns cuidados na hora de fechar o contrato.

Por isso, que abaixo listamos algumas dicas para você não errar na hora de pedir um empréstimo, e poder usar este dinheiro extra apenas para resolver seus problemas, e não aumentá-los.

Sempre pesquise os juros do empréstimo

Ao pedir empréstimo, saiba que será sempre necessário pagar os juros embutidos na operação, mas isso é uma coisa que a maioria das pessoas não se atenta.

É preciso sempre pesquisar, analisar e encontrar a instituição de crédito que cobre os juros mais baixos.

Antes de pedir um empréstimo sempre avalie o feedback de clientes antigos

Outro erro muito cometido pelas pessoas na hora de pedir empréstimo é não procurar o feedback de clientes antigos que já tiveram experiência com o banco ou financeira.

Ao fazer esta pesquisa, você evita cair em golpes, já que ex-clientes, você também deve verificar se número de telefone e endereço são reais.

Também, nunca faça qualquer tipo de depósito antes de receber o valor total do seu empréstimo.

Leia sempre o contrato do empréstimo

É fácil encontrar pessoas que tiveram uma surpresa desagradável depois de pedir um empréstimo, porque simplesmente porque não leram o contrato com atenção.

Mesmo que o banco ou financeira forneça todas as informações que você acha que precisa, não deixe de ler o contrato com muita atenção antes de assiná-lo, prestando atenção principalmente às letras miúdas.

Este cuidado deve ser redobrado caso você tenha aceitado uma oferta de empréstimo de empresas que oferecem crédito rápido e fácil.

Tomando estes cuidados ao solicitar o seu empréstimo, você evitará problemas no futuro, e poderá usar o seu crédito adquirido para quitar suas dívidas, ou para a função que você bem entender sem complicações.

O MEI (Microempreendedor Individual) é uma Pessoa Jurídica que fatura até 60 mil reais ao ano.  São pequenos empreendedores que trabalham por conta própria e conseguem sair da informalidade tendo acesso a um CNPJ sem burocracia, é isento de tributos e conta com alguns benefícios que traz incentivos às suas práticas empresariais.

Os empréstimos para MEI estão entre algumas dessas vantagens, pois as instituições financeiras incentivam esses empresários a investirem em seus negócios. Seja para ampliar a infraestrutura, investir em máquinas e equipamentos, reformar/ampliar ou até para pagar aquela dívida e se manter no mercado.

O que mais chama a atenção para os empréstimos para MEI são as taxas de juros que são reduzidas (ficam entre 2% e 4% em média). O valor do empréstimo não é muito grande pois entende-se que a proposta é ajudar o MEI a impulsionar o seu negócio.

Um detalhe importante é que para ter acesso ao crédito, o MEI precisa comprovar onde o dinheiro será investido, apesar das facilidades, o microempreendedor não pode ter restrição em seu CNPJ nem em seu CPF.

Veja como conseguir empréstimos para MEI

1.     Instituições Bancárias

Semelhante ao empréstimo pessoal, você comprova ao banco que tem condições de arcar com o valor solicitado. É preciso que as documentações do MEI estejam em dia.

2.     Operadoras de empréstimo online

Você pode conseguir seu empréstimo para MEI pela internet e o valor é creditado como empréstimo pessoal. Existem empresas que trabalham com ou sem consignação.

3.     Microcrédito

É uma linha de empréstimo com valores menores e concedidos por instituições do governo federal. Não precisa de comprovação de renda, mas precisa de garantia como imóvel ou fiador.

 

Antes de recorrer a empréstimos para MEI é imprescindível que você tenha um planejamento coerente para saber onde irá investir o seu dinheiro. Afinal a finalidade desse crédito é incentivar o seu negócio.

O empréstimo pessoal é uma ótima modalidade de crédito para quem deseja realizar objetivos ou pagar dívidas sem ter que justificar seus gastos. Entretanto, esse conforto geralmente significa juros maiores, o que não agrada nem um pouco.

Ainda assim, há algumas formas de encontrar taxas mais baixas no mercado e é isso que mostraremos nesse artigo. Continue a leitura para descobrir as possibilidades.

1.  Empréstimo pessoal com garantia de imóvel ou automóvel

Basicamente, nesse tipo de empréstimo pessoal é preciso deixar a casa ou carro como garantia para a instituição credora. Assim, caso haja a inadimplência, ela poderá tomar esse bem.

Dessa forma, os bancos e financeiras baixam os juros, já que dificilmente sairá perdendo nessa transação. Por parte do cliente, é preciso ter muito cuidado para pagar as parcelas em dia e não correr o risco de perder o imóvel ou o automóvel.

2.  Empréstimo pessoal com garantia de aplicação financeira

Quem possui ativos financeiros pode usá-los como garantia para conseguir juros menores no empréstimo pessoal. Assim, é necessário manter uma rentabilidade alta dos investimentos, ao mesmo tempo que executa os seus projetos tranquilamente.

As instituições também saem ganhando, pois sabem que, se algo der errado, as aplicações serão utilizadas para quitar a dívida.

3.  Empréstimo pessoal consignado

Nessa modalidade, a garantia é o próprio salário ou benefício do cliente, visto que as parcelas do empréstimo são descontadas diretamente na folha de pagamento. Assim, as instituições podem ter a certeza de que você não esquecerá e nem mesmo tentará evitar pagar a dívida.

Vale lembrar que essa característica torna essa opção disponível apenas para trabalhadores de carteira assinada, aposentados e pensionistas ou servidores públicos.

Agora que você já conhece algumas boas opções para diminuir os juros do seu empréstimo pessoal, não deixe de entrar em contato com a instituição escolhida e verificar se ela oferece essas possibilidades.

Quem nunca precisou de uma mãozinha na hora do aperto? Sabia que o seu banco pode lhe ajudar a sair da dificuldade? O Banco do Brasil conta com um empréstimo consignado, para você utilizar quando e como quiser. Assim você fica mais tranquilo quando precisar resolver aqueles imprevistos do dia a dia.

 

Como funciona o empréstimo consignado BB?

O empréstimo consignado BB, é uma modalidade de empréstimo vinculada ao seu salário, ou seja, de acordo com os seus rendimentos mensais o banco verifica qual o valor de crédito disponível para você.

Para contratar basta ir até uma agência do BB e conversar com o seu gerente. Outra possibilidade é contratar um crédito pré-aprovado, que pode ser realizado pelo seu computador ou smartphone. Assim você não precisa sair de casa para contratar o seu empréstimo consignado BB.

 

Quais as vantagens do empréstimo consignado BB?

O empréstimo consignado BB, lhe oferece algumas vantagens, confira:

  • Praticidade – O dinheiro entra na sua conta automaticamente após a contratação, e você não precisa justificar o motivo da solicitação;
  • Flexibilidade – Você pode começar a pagar as parcelas em até 180 dias, além de poder parcelas os valores em 96 meses;
  • Organização financeira – Você pode contar com o empréstimo consignado BB, para quitar suas dívidas com o próprio banco, e negociar os valores do seu cartão de crédito ou cheque especial por exemplo. Ou utilizar o crédito para outra finalidade de sua preferência.

 

Requisitos necessários para o empréstimo consignado BB

 

  1. O empregador deve possuir convênio ativo com o BB para o desconto das prestações em folha de pagamento.
  2. Você deve possuir margem consignável disponível junto ao empregador. Consulte sua margem disponível no contracheque, ou diretamente na empresa.
  3. Ter limite de crédito disponível no BB.

 

Ficou mais fácil entender como funciona o empréstimo consignado BB? Então corre lá e faça hoje mesmo o seu!

WhatsApp chat